Fisioterapia: Avaliação Física e Tratamento do Joelho – Tudo o que um Fisioterapeuta deve saber.

As lesões do joelho no desporto são frequentes e um desafio para os Profissionais Preparados!

Parte tem incidência elevada e gravidade ligeira ou moderada. Outras, embora menos frequentes, são severas e têm um impacto negativo na saúde e na performance dos desportistas e dos clubes, quer desportiva quer financeira. A prevenção e o tratamento/reabilitação baseados em conhecimentos sólidos de anatomia e biomecânica, nas últimas evidências e boas práticas, são um exercício da competência e responsabilidade dos fisioterapeutas, um direito que deve assistir em pleno aos atletas e uma prioridade.

No curso Fisioterapia: avaliação física e tratamento do joelho. Tudo o que o Fisioterapeuta deve saber a equipa da Academia Clínica do Dragão, com o apoio da unidade do joelho da Clínica do Dragão, Espregueira-Mendes Sports Centre – FIFA Medical Centre of Excellence, vai desenvolver o modelo e estratégias de abordagem à prevenção, progressão na reabilitação, ao retorno a diferentes skills motores de locomoção e ao desporto. O modelo prevê uma componente prática importante, hands-on, com a devida fundamentação teórico-prática, avaliação e interpretação de critérios clínicos, cronobiológicos e funcionais. Assim, pretende-se oferecer a possibilidade de partilhar dos conhecimentos e competências que fizeram da Clínica do Dragão Centro Oficial FIFA, ESSKA, ISAKOS e ICRS.

Este curso pretende contribuir para aumentar os conhecimentos de prevenção e tratamento de lesões do joelho, seja em estruturas intrínsecas ou extrínsecas, assim como lesões meniscais, ligamentares ou musculares. Em função das diferenças críticas da técnica cirúrgica utilizada, fase de reabilitação pós-cirúrgica ou de tratamento conservador e do contexto global do atleta, serão enfatizados aspetos determinantes para a segurança e para o sucesso do tratamento. Assim, a identificação, seleção e gestão dos exercícios e/ou modalidades terapêuticas e critérios de progressão na reabilitação e de retorno ao desporto, serão os pilares do curso – Fisioterapia: avaliação física e tratamento do joelho. Tudo o que o Fisioterapeuta deve saber.

  • Este curso pretende contribuir para aumentar os conhecimentos de prevenção e tratamento de lesões do joelho, seja em estruturas intrínsecas ou extrínsecas, assim como lesões meniscais, ligamentares ou musculares. Em função das diferenças críticas da técnica cirúrgica utilizada, fase de reabilitação pós-cirúrgica ou de tratamento conservador e do contexto global do atleta, serão enfatizados aspetos determinantes para a segurança e para o sucesso do tratamento. Assim, a identificação, seleção e gestão dos exercícios e/ou modalidades terapêuticas e critérios de progressão na reabilitação e de retorno ao desporto, serão os pilares do curso – Fisioterapia: avaliação física e tratamento do joelho. Tudo o que o Fisioterapeuta deve saber.

Fisioterapeutas e estudantes do último ano da licenciatura em fisioterapia

Porquê fazer esta formação?

  • Vou ver demonstrar, treinar e aprender, sob orientação de clínicos especializados, a interpretar os testes ortopédicos com maior sensibilidade e especificidade clínica
  • Vou aprender a fazer de forma sistemática exercícios determinantes para a segurança e eficácia do tratamento das lesões mais frequentes e/ou mais graves do joelho
  • Vou aprender como adequar os exercícios de acordo com as Últimas Evidências, Boas Práticas e fase de reabilitação, seja em processos de tratamento conservador ou pós-cirúrgico
  • Vou aprender a realizar testes de avaliação física e funcional para o auxílio na decisão clínica de progredir no processo de reabilitação e na decisão de retorno ao desporto
  • Vou aprender como a patomecânica e fase de desenvolvimento ontogenético se relacionam, constituindo riscos de lesão e/ou favorecendo os mecanismos de lesão (ex.: apofisites de tração e lesão do cruzado anterior)
  • Vou saber o que fazer para contribuir para a prevenção primária e secundária de lesões
  • Vou desenvolver capacidades de comunicação em conteúdos clínicos e  clínica com o atleta e em contexto de equipas multidisciplinares de diferentes profissionais de saúde
  • Vou discutir e desenvolver as minhas capacidades com parte da equipa da unidade do Joelho da Clínica do Dragão, Espregueira-Mendes Sports Centre – FIFA Medical Centre of Excellence
  • Vou desenvolver a minha rede de contactos para potenciar eventuais apoios no meu exercício profissional na qualidade de fisioterapeuta

Política de Devolução

– Todos os cancelamentos estão sujeitos a uma taxa  não-reembolsável de 25% do montante que corresponde à inscrição – custos administrativos.

– Até 15 dias da data da formação, em caso de cancelamento da inscrição,  será reembolsado em 75% do montante efetivamente pago.

– Todos os cancelamentos com menos de 15 dias de antecedência da data da formação, estão sujeitos a uma taxa  não-reembolsável de 100% do montante que corresponde à inscrição.

Formadores:

Ana Luisa Vale


  •      Licenciada em Fisioterapia (ESS-P.Porto) e Educação Física (ESE- Instituto Piaget);
  •      Fisioterapeuta na Clínica do Dragão;
  •      Assistente convidada da na ESS-P. Porto.

Ricardo Bastos Filho


  •      Ortopedista da Clínica do Dragão – Espregueira-Mendes Sports Centre
  •      Professor da Universidade Federal Fluminense – Rio de janeiro
  •      Investigador da Dom Henrique Research Centre

Rogério Pereira


Rogério Pereira coordenador Academia Clinica do Dragão

  •      Fisioterapeuta da Clínica do Dragão – Espregueira-Mendes Sports Centre
  •      Docente Universitário
  •      Coordenador da Academia Clínica do Dragão
  •      Doutorando da FADEUP

PROGRAMA

09:00

  • Anatomia e biomecânica clínica

10:00

  • Investigação manual de superfície do joelho

10:30

  • Intervalo Café

11:00

  • Avaliação física joelho e interpretação dos testes ortopédicos especiais
    • Demonstração e treino supervisionado
    • Exames complementares de diagnóstico – o que pedir e como interpretar?

13:00

Almoço

14:30

  • Lesões musculares dos isquiotibiais e do reto anterior
    • Epidemiologia, definição, apresentação clínica e avaliação física
    • Fatores de risco e mecanismos de lesão
    • O papel da estabilidade lombo-pélvica e do padrão respiratório no controlo da cintura pélvica
    • Exercícios de reabilitação com foco no trabalho excêntrico
    • Critérios de retorno ao desporto

16:15

  • Intervalo para Café

16:45

  • Aposifites de tração (Osgood-schlatter e Sinding-Larsen-Johansson) e tendinopatia do rotuliano (Jumper’s Knee)
    • Epidemiologia, definição, apresentação clínica e avaliação física
    • Estratégias de intervenção terapêutica
    • Avaliação postural
    • Terapia manual
    • Exercício isométrico
    • heavy slow resistance exercises versus Eccentric Training
    • TNT – Tendon Neuroplastic Training
    • O que não fazer nas tendinopatias?

18:00

  • Exercícios pedagógicos para desenvolvimento e retenção de conhecimento

09:00

  • Iliotibial band syndrome (ITBS)
    • Epidemiologia, definição, apresentação clínica e avaliação física
    • Estratégias para intervenção terapêutica e prevenção secundária

09:30

  • Dor e instabilidade Patelo-femoral
    • Epidemiologia, definição, apresentação clínica e avaliação física
    • Fatores de risco
    • Estratégias de intervenção terapêutica

10:30

  • Intervalo Café

11:00

  • Lesões cartilagíneas
    • Epidemiologia, definição, apresentação clínica e avaliação física
    • Implicações das lesões nas diferentes articulações do complexo articular do joelho
    • Precauções pós-cirúrgicas – gestão clínica da evolução da carga e da amplitude de movimento
    • Critérios para progressão entre fases de reabilitação
    • Critérios para retorno ao desporto

12:00

  • Meniscectomia versus sutura meniscal
    • Definição, apresentação clínica e avaliação física
    • Implicações do procedimento cirúrgico na reabilitação
    • Critérios para progressão entre fases de reabilitação
    • Critérios para retorno ao desporto

13:00

Almoço

14:30

  • Lesão do ligamento cruzado anterior
    • Epidemiologia, definição, apresentação clínica e avaliação física
    • O desafio dos desportos coletivos femininos?
    • O impacto da Pré-habilitação no sucesso da reabilitação pós-cirúrgica
    • Opções cirúrgicas do LCA – enxerto com tendão rotuliano vs. Isquiotibiais

 

16:15

  • Intervalo para Café

16:00

  • Reabilitação pós-reconstrução do ligamento cruzado anterior
    • Diferenças críticas na reabilitação em função do enxerto utilizado
    • Critérios para progressão na reabilitação
    • Critérios de retoma à corrida
    • Critérios de retoma ao desporto
    • Demonstração e treino da avaliação do índice de simetria bilateral

18:00

  • Exercícios pedagógicos para desenvolvimento e retenção de conhecimento

CURSOS RELACIONADOS

Dom Henrique Research Centre all rights reserved
Translate »
X