Ligamento Cruzado Anterior – Guidelines Clínicas – Factos!

Ligamento Cruzado Anterior – Guidelines Clínicas – Factos!

 

Ligamento Cruzado anterior futebol Os objetivos principais de reabilitação de um jogador de futebol após ser submetido a uma reconstrução do ligamento cruzado anterior (LCA) são restaurar a estabilidade do joelho e permitir um retorno ao mesmo nível atlético pré-lesão.
Os clínicos seguem critérios específicos para progredir na reabilitação.
As decisões para progressão e retorno à competição devem ser suportadas em critérios clínicos, subjetivos, objetivos, cronobiológicos e funcionais. Todavia, há uma heterogeneidade substancial nos protocolos de reabilitação usados para reabilitação após reconstrução do ligamento cruzado anterior, sendo uma razão possível para a diferença nos resultados alcançados.

Desenvolvemos uma revisão sistemática com o objetivo de avaliar a qualidade das guidelines clínicas de reabilitação após reconstrução do ligamento cruzado anterior, internacionalmente disponíveis. A qualidade das guidelines clínicas foi geralmente boa, mas apresentaram aplicabilidade pobre (validade externa), significando que poderá ser difícil a implementação pelos clínicos na sua prática clínica diária. As guidelines falham na identificação e na descrição de facilitadores potenciais, barreiras e nas implicações financeiras que decorrem da sua implementação. Sugerimos também que a linguagem escrita usada para recomendar as abordagens de reabilitação seja padronizada em função da força das recomendações. Isto para orientar a reabilitação – o que os clínicos devem e não fazer.

 

Na revisão destacamos tópicos comuns que devem ser considerados aquando da realização de um plano de reabilitação.

– As guidelines clínicas recomendam a mobilização imediata e o treino de força/neuromuscular.

– A crioterapia e a electroestimulação neuromuscular, introdução precoce de exercícios de cadeia cinética aberta e fechada e exercícios em carga total podem ser usados à condição das circunstâncias individuais.

– O uso de mobilização passiva contínua e de ortóteses deve ser evitado.

– A dosagem das intervenções, critérios de progressão e retorno foram omitidos com frequência ou vagamente referidos. No entanto, alguns critérios que os clínicos podem usar como marcos para progredir na reabilitação e decidir sobre a retoma desportiva foram focados. Incluindo critérios clínicos (eg, KOOS, IKDC ou Lysholm scores), funcionais (eg, bateria de hop tests) e psicológicos (eg, ACL-RSI).

Para saber mais sobre a lesão do ligamento cruzado anterior, incluindo a prevenção e reabilitação destas lesões, frequentem os cursos da Academia Clínica do Dragão e/ou as Jornadas de Saúde Atlântica 2019.

 

Referência
1Andrade R, Pereira R, van Cingel R, Staal JB and Espregueira-Mendes J (2019). How should clinicians rehabilitate patients after ACL reconstruction? A systematic review of clinical practice guidelines (CPGs) with a focus on quality appraisal (AGREE II) BJSM Published Online First: 07 June 2019. doi: 10.1136/bjsports-2018-100310

Julho 5, 2019

0 responses on "Ligamento Cruzado Anterior - Guidelines Clínicas - Factos!"

Leave a Message

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Dom Henrique Research Centre all rights reserved
Translate »
X